Fraternitas Saturni: Uma egrégora de Saturno

Fraternitas Saturni
Uma egrégora de Saturno
In Nomine Demiurgi Nosferati
In Nomine Demiurgi Saturni
Eugen Grosche
Guido Wolther
Walter Jantschik
Ordo Saturni



por Peter-R. Koenig










Alegadamente, em 11 de março de 1888 Eugen Grosche herdou a luz do mundo no Riesa. Por sua família ser pobre, Eugen teve que deixar o Realschule em Stollberg prematuramente e teve a suas últimas aulas no Volksschule em Leipzig. Seus interesses literários conduziram-no à Escola para Livreiros na editora Mueller-Mann.

Em 1911 mudou-se para Berlim, onde participou da edição de "Der Militaer-Anwaerter," "Der Innenarchitekt" e "Deutsche Kohlen-Zeitung". Em Setembro 29 1914, Grosche estava casado e teve mais tarde uma filha cujo o nome, Alraune, é similar a obra de H.H. Ewers (1871-1943) "Geschichte eines lebenden Wesens" de 1911.

Na Grande Guerra de 1914-1918 Grosche tornou-se um oficial empregado no corpo médico, e após a guerra "Volkskommissar" do "Unabhaengige Sozialdemokratische Arbeiter-Partei" (USPD). Em 1919 ele se encontrou com uma senhora que colocou a sua disposição 40,000 Reichsmark a fim salvar Grosche e sua família da inflação galopante, mas com a condição que Grosche se abstivesse da atividade política. Eventualmente comprou uma papelaria que transformou em uma livraria. No "Kapp-Putsch" de 1920 ele foi preso e enviado à prisão em Lehrter Strasse. Após três meses tomou parte em uma negociação para o Reichsmilitaergericht sob a direção do sobrinho do Conde Zeppelin. Grosche foi libertado, e nomeado "Bezirksabgeordneter" para Berlin-Schoeneberg por seu partido .

A mãe de Grosche era a governanta (?) na Sociedade Teosófica em Berlim, cujo secretário Rudolf Steiner foi substituído em 1921 pelo livreiro Heinrich Traenker. O último definia a si mesmo como "delegado" secreto, o que o permitiu estar com Grosche e sua livraria. A tarefa dada por Traenker a Grosche era: Grosche como o Secretário "Gregor A[?]. Gregorius" deveria fundar uma Loja Pansófica em Berlim. As trocas pessoais esotéricas que seguiram introduziram Grosche a indivíduos como o astrólogo Peschke, e ao hipnotista, magnetizador e curandeiro Paul Linke, no interesse de Traenker. O último apresentou Grosche aos editores Otto Wilhelm Barth, Oswald Mutze e Hugo Vollrath (1877-1943) que o estimulou a fundar a livraria "Okkultisten-Laden Inveha" em 1924, onde os fundos eram usados para reuniões "esotéricas" (isto é experimentos de magia sexual com drogas).

Albin Grau/"Pacitius" se tornou Primeiro Presidente da Irmandade dos Buscadores da Luz em Berlim. Ele nasceu em 13/6/1884 em Schoenefeld, perto de Leipzig, e se tornou primeiro um aprendiz de padeiro (como H.J. Metzger) depois estudante na Academia de Arte de Dresden. Durante a Primeira Guerra Mundial estava na frente Russa, depois ilustrador da propaganda para o Nord-German Lloyd e eventualmente para várias outras companhias de transporte, e finalmente para o "Deutsche Bundesbahn". "Pacitius" era também um escalador de montanhas, e como um escritor de scripts, colaborou na produção de filmes como "Dr. Mabuse", "Vampire" e "O gabinete do Dr. Caligari". Como um arquiteto de filmes ele trabalhou com outros em "Decla-Aufnahmegebaeuden" para "Pietro, der Korsar" (Dr. Robison) e "Die Nibelungen" (Fritz Lang, 1922).
Alvin [sic] Grau foi mencionado como responsável pela produção do filme "Nosferatu" de Friedrich Wilhelm Murnau, que foi financiado pela companhia Prana-Film de Berlim. Prana é um termo esotérico tirado do Jornal Teosófico de Hugo Vollraths.

"No que me diz respeito, eu recebi o alto Grau de Magister Aquarii de meu predecessor Mstr. Pacitius na Loja Pansófica e de Mstr. Recnartus o Grau 16/18. da R.C. incluindo o Mestre dos 5. Graus OTO, confirmado por Therion" (Grosche, 1,7,1959).

Em 1925 Crowley visitou Traenker e Germer. "Infelizmente, muito tarde" lamentou Grau que orquestrou o convite para a chegada de Crowley. As sociedades secretas alemãs sob Traenker dividiram-se em três grupos: Traenker O.T.O./Pansofia, Kuentzel's/Germer's Thelema Verlag e um novo desenvolvimento do operativo grupo Pansófico de Berlim:


[Eugen Grosche's letters to Aleister Crowley.]


A Fraternitas Saturni

Em 8/5/1926 "Gregorius e quatro Fratres" estabeleceram em Berlim um "Arbeitskreis" (grupo de trabalho): a Fraternitas Saturni. No mesmo ano Grosche editou um livro chamado "Satanistische Magie", onde claramente havia uma conexão entre Satanás, a Virgem Maria e os Gnósticos de Barbelo.

Em 7/4/1928 sob autoridade de Groesche aparentemente de 40 a 60 membros da Loja de Pansófica constituiram (fechando a ramificação da Pansofia de Berlim) em "Amor Sem Compaixão", a primeira organização thelêmica autônoma (isto é, independente de Crowley, mas aceitando sua lei de Thelema): a Fraternitas Saturni. A constituiçãoe a abertura solene ocorreu um sábado,11 de maio de 1928.

Consequentemente, no dia de sua fundação a FS tinha pego a maioria de seus membros da Pansofia/O.T.O. Os 33 graus da AASR foram reduzidos para 10. É ainda incerto em qual desses graus magia sexual era praticada. O Grau Pentalfa, ou o 5*, era relacionado ao Tau do 8* grau (Templarius) no qual a magia sexual era importante. Já um ano antes, a FS foi mencionada no (astrológico) Calendário Vehlov. Em uma carta para Gerald Yorke datada de 24/2/1954, Henri Birven [conhecido do artigo sobre Arnoldo Krumm-Heller] escreveu que Albin Grau deveria ter sido eleito o primeiro Grão Mestre da FS. Entretanto Grosche passou sua frente recebendo 30,000 RM [sic] de uma princesa no exílio. Em 1960 Grosche publicou um ritual Saturniano-Thelêmico Pansófico talvez demonstrando que a Pansofia e a FS não eram tão distintas quanto se supunha. Este ritual tinha sido provavelmente desenvolvido pelo círculo operativo da FS dentro da Pansofia, e para ela dificilmente poderia ser descrito como representando toda a Loja. [publicado em P.R. Koenig: " Das Beste von Heinrich Traenker ", Muenchen 1996.]

Karl Germer: "Como eu era co-fundador da "Pansophia" em 1922, eu sei naturalmente tudo sobre a Fraternitas Saturni e as pessoas por trás dela. Grosche era um maniaco sexual, metido em hipnose e drogas — um dos tipos mais baixo de ocultistas que eu já encontrei. Grau era um homem bom, mas estava envolvido profundamente demais com Grosche e Traenker... Ele não pode se libertar e nunca viu a luz. Nenhum dessas pessoas conheceu Crowley "bem". Encontraram-se com ele apenas uma vez, possivelmente duas! Nenhum podia falar Inglês. Eu tive que traduzir e eles rapidamente deixaram de lado. A FS não tinha nada a ver com A.C. nem A.C. com eles."


==> Constitution of the Fraternitas Saturni May 1928
Fraternitas Saturni Constitution
Nos Anos Vinte, há boatos de drogas e sexo em torno do Fraternitas Saturni. Eventualmente a queda de um provável membro da FS sob os efeitos de cocaína de um ônibus provocou um escândalo, como recordado por Oscar R. Schlag (que estava visitando Grosche em sua livraria). Sem surpresa, Grosche em suas "Magical Newsletters" é completamente claro, o "Lodge School-Edict 7" informou o leitor que o extrato de Peyote estava disponível através do editor — adicionalmente, o emprego do hashish foi fortemente recomendado.

O "Berliner illustrierte Nachtausgabe" publicou em 8/12/1928 um artigo ricamente ilustrado sobre a livraria de Grosche. Uma confência em 8/10/1929 teve como seu tema "Homossexualidade e Esoterismo". Outra, ocorrida em 23 de outubro, era sobre "Vampirismo e Magia com Sangue". "um membro proeminente do período de Weimar era um Príncipe de Coburg-Gotha, como também a Condessa Klinckowstroem". Como Henri Birven em seu de "Hain der Isis", em julho de 1928 "Gregorius" publicou através de Martha Kuentzel "Thelema- Verlags-Gesellschaft Leipzig" um texto de Crowley — na verdade a primeira edição da revista de cinco edições "Saturn-Gnosis". A página título e as ilustrações foram criadas por Albin Grau, que contribuiu também com artigos (ex. sobre Hoene-Wronski, 1776-1853). Grau morreu em 27/3/1971, altamente louvado (porque assim?) por Metzger.

Frau Kuntzel reconheceu Grosche cedo o suficiente como um "Irmão Negro". A correspondência de uma só mão entre Grosche e Crowley nunca foi além das matérias gerais, superficiais sobre Lojas [fac-símiles publicadas: Koenig, Das Beste von Heinrich Tranker].

A editora de Frau Kuentzel em Zeulenroda distribuiu somente as primeiras edições de "Logenschul- Vortraege" de Grosche. Em outubro de 1928 as edições 3 de 13/14, e o "Saturn-Gnosis" foram impressas por Franz Weber.

Em 31/10/1929 Grosche acabou com seu "Esoterische Studiengesellschaft" (sob esta denominação alguns prospectos e anunciamentos foram feitos públicos) e decidiu usar temporariamente o nome "Gnostische Arbeits-Gemeinschaft" como denominação.

Os problemas financeiros o forçaram a vender sua livraria para Paul Dorge, e a iniciar uma prática como um psicoterapeuta. Não é claro porque Crowley, na ocasião de sua visita a Berlim em 1930, não teve nenhum contato com ele. Após a apreensão de sua biblioteca pelo Gestapo em 1936, Grosche escapou para a Suíça onde visitou Oscar Schlag em Zurique.


Uma egrégora de Saturno na ensolarada Tessin

Em 1936-1937 Grosche apareceu no Grupo da O.T.O. em torno de Genja Jantzen, Alice Sprengel e Frau Hardegger, e profetizou a Segunda Guerra Mundial. Seu querido Hanne Wildt permaneceu atrás em Tessin, depois que residiram pelos dois anos seguintes lá, quando Grosche obteve uma licença para sair para Itália. Embora obtivesse sua licença de residência do Ministro das Relações exteriores em Roma, Grosche foi expulso em 1942 para Alemanha, onde se tornou gerente de uma livraria. Em 1942/43 era um prisioneiro político em uma prisão de Leipzig. Em 1945 obteve um trabalho como um oficial de policia no Kampfpolizei. Não obstante ele teve sucesso em escapar de Dresden para Riesa, no Elbe. Depois da guerra ele foi instituído Conselheiro da Cidade para Cultura, a Educação e Museus. Foi forçado a entrar no KPD que o pos logo sob pressão por causa de suas atividades esotéricas, e isto o levou para Berlim Ocidental em julho de 1950.

Três ano antes, em janeiro de 1947, Karl Wedler/"Giovanni" (nascido em 2/12/1911) tornou-se um membro da FS. Friedrich Lekve, um ex estudante de Martha Kuentzel (falecida em 1942), em uma carta de Crowley datada de 29/4/46, descreveu Grosche junto com Germer, C.S. Jones e Mathers como câncer no sangue de gigantes espirituais. Não obstante Hermann Joseph Metzger recebeu o endereço de Grosche de Lekve durante sua viagem a Alemanha na Primavera de 1950.


Hermann Joseph Metzger

Em 14/5/1950 Metzger/"Paragranus"/"Peter Mano" começou uma rica correspondência com Gregorius. Metzger ofereceu sua ajuda a Grosche e convidou-o a permanecer na Suíça. Já nesta primeira troca de cartas, Grosche ofereceu a Metzger os direitos autorais e editoriais para todas as publicações do FS. Como ambas as partes visavam uma afiliação legal para seus grupos esotéricos, Metzger recebeu a liderança da Loja suíça da FS em 10/6/1950.

Após ter obtido um visto para Alemanha e Áustria, Metzger visitou os Irmãos e Irmãs no vale da Áustria, Leste de Viena, em novembro de 1950 e maio de 1951. Estes estavam sob a liderança de Eduard Korbel, que tentou ressucitar a Ordem dos Illuminaticomo um átrio para a FS. Sua viagem o levou para Tessin em Outubro de 1950 para ganhar o favor dos membros restantes da O.T.O. do tempo de Reuss (o que foi em vão). O que Metzger escondia de Grosche, então, é o fato que recebeu do Presidente da "Liga Mundial dos Illuminati" Julius Meyer em Berlim a autoridade para operar como mensageiro entre Meyer e Korbel.

No fim de julho 1950 Metzger visitou Traenker, que se via como o sucessor de Theodor Reuss, o que fez dele o "maior adversário" de Metzger. Metzger não ousou reconhecer seu relacionamento com a FS, porque tanto Metzger como Grosche temeram um processo jurídico, que poderia resultar em Traenker excluindo eles da troca dos Documentos Internos da Ordem, especialmente os que diziam respeito ao Supremum Sanctuarium da O.T.O. ao qual ele se nomeou. Sob a proteção da FS a O.T.O. na Alemanha ficou incorporada como o 18* na então escala de 33* graus da FS. "Então a Loja [FS] está pela frente [da O.T.O.], e ele [Traenker] não pode ir contra ela. Como a parte de uma Associação, ela desfruta de proteção legítima" "O Johanismo grau [maçonaria] [ofício] dirigiria os primeiros três graus da FS, então seguem os [graus] Pronaos da FS, e no grau Pentalfa [18*] os membros eram admitidos ao trabalho da O.T.O., desde que se assume que a O.T.O. inclui o Johanismo. — Aqueles irmãos poderiam conseguir simultaneamente o grau de Merkur ou proseguir de uma outra maneira especial?"


Em 25/3/1951 a condição da FS-O.T.O. estava como se segue: "Nós temos agora na Alemanha o átrio eficaz da FS, na Suiça a FS e a O.T.O. e na Áustria os Illuminati, tudo como átrio da FS." A FS era a alta organização, por meio da qual apenas os qualificados e devidamente testados Fratres e Sorores deveriam entrar na O.T.O. atraves do 18o grau. A FS deveria ser herdeira da liderança esotérica: Isto é o que Metzger alegadamente desejava realizar através de todas essas conexões.

Ele Retornou em 3/9/51 da Alemanha e pediu de volta a Grosche a Patente de 25/4/51: "Isso foi evidente um erro muito crítico e fundamental". Esta é a última carta de Metzger a Grosche. Em outubro 1951, durante sua viagem para ver Friedrich Lekve e a Friedrich Mellinger, visitou Grosche em Berlim, junto com sua protetora financeira Annemarie Aeschbach. Não está claro pelas suas cartas seguintes o que resultou desse encontro. Não obstante, a O.T.O. alemã era ainda ancorada a FS: "O TAU (no símbolo do Loja-FS) é o sinal que a ordem secreta O.T.O. é ainda ancorada como grau dentro da loja, como é trabalhada respectivamente no Gradus Pentagrammatus [Pentalfa])."
Eugen Grosche Fraternitas Saturni Charter Hermann Joseph Metzger Peter Mano Ordo Templi Orientis Orient Helvetia


Em 11/9/53 Metzger foi expulso da FS "devido a comportamento indigno", de tal maneira que a "autoridade para a Suiça" estava cancelada. "Os membros da Sociedade de Psicopatia [sic] não têm o direito de se definirem membros da Fraternitas Saturni." "Esta assim chamada alta-organização... não existe mais... a assim chamada O.T.O na Suiça é somente um 'Luftgruendung' de Metzger."


A Grande Loja da FS em Berlim




Em setembro de 1956 Grosche passou sua usual férias em vila Cannero, no Norte da itália perto do Lago Maggiore e da fronteira suíça, onde ele viveu no exílio por quatro anos desde 1942. Em 18/3/57 "A Grande Loja da FS em Berlim" foi oficialmente registada. Em dezembro de 1957 Grosche definiu sua posição: "A O.T.O não é uma organização de cobertura para a Loja FS, mas é para ser considerada em si mesma uma Organização internacional independente a qual, por assim dizer, está por trás da maioria das Lojas secretamente reconhecidas, sem com isso estar ligada a elas em um nível organizacional. Na Alemanha a Ordem não está operando oficialmente". Nessa época Traenker já estava morto: morreu em 1956. Não está claro porque Groesche não mencionou a Loja-O.T.O. fundada por Metzger em Bonn com Hjalmar Vollkammer. Vollkammer liderou desde 1956 a "Ordo Illuminatorum Germaniae". Em 1961 ele publicou um artigo no primeiro Oriflamme de Metzger, então o deixou c.a. 1965.

Enquanto isso, Grosche: "Os Irmãos da Loja-FS não são Thelemitas... na nossa opinião sua atitude inflexível não é boa para nada. O contínuo crescimento da influência mágica e cósmica desta Era requer a aplicação flexível das soluções no ensinamentos de Crowley ".

Em outubro 1958 Grosche cancelou as autorizaçãos deWedler (Frater:1954, Mestre:1957) como Mestre Local de Wattenscheid e o aponta como Arquivista da Grande Loja. Finalmente em março de1960 Grosche teve sucesso em publicar seu "Exorial". "Grosche assegurou-me que tudo quel está publicado em "Exorial" realmente aconteceu." Na Páscoa Grosche foi elevado ao 33., o grau mais alto chamado "Gradus Ordo Templi Orientis Saturni" que significa que ele assim alcançou a identificação com o Daemon da Loja GOTOS/Baphomet. Em 22,7,1961 um ritual foi feito "para botar a Montanha Ipf sob a Proteção de Pan". (há rumores que em 1962 a FS foi supostamente dissolvida ritualmente.)
Quando em janeiro de 1963 Metzger proclamou-se OHO da O.T.O., Grosche chamou isso um "cômico exagero na história dos movimentos ocultos".

No dia 21 de setembro de 1963 a mão direita de"Gregorius" e "Grossinspektorin", era Margarete Berndt/"Roxane", Karl Wedler e Winfried Kuennicke/"Fried" (retornado de New York, membro desde 1954), e no Lago Maggiore, junto com Grosche nos feriados, comprometeram-se a continuar a Fraternitas Saturni. Walter Englert, Goeggelmann e Willi Hauser (membros desde 1954) também se juntaram a festa.

Em 1962 existia lá em Frankfurt a Loja-FS "Luminis" de Johannes Maikowski/"Immanuel" (18*, 22*, membro desde 1955), sua esposa Frau Irmtraud/"Flita" (16*), "Manfred", "Sara", Herbert Alfred/"Johannes" e Walter Englert/"Ptahotep" (18*). Englert e Maikowski, os dois 18*, queriam, sobre a cabeça de Wedler, responder a Grosche somente . Assim Grosche: de "Os atos de Mstr. Ptahotep dirigidos por sua ambição previamente forte ". Maikowski estabeleu em 1963 sua própria FS e a registou em Frankfurt. Chamou seu círculo interno "Fraternitas Luminis Ordo Regina Adeptorum", ou FLORA. Entre outros membros estava o notório ocultista Adolf Hemberger: "Todos querem fazer o papel de Grão-Mestre". A eventual decisão da corte: "O estabelecimento de diferente Lojas sob os mesmos nomes não pode ser evitado. Também, um registo legal não pode ser considerado um obstáculo. O P.57 Abs. II BGB é claramente formulado ... isto deriva que não é possível na Alemanha proteger um nome".


Egregore Grosche morreu

Grosche morreu de enfarte em 5,1,1964, ele tinha 76 anos. A "death-letter" oficial foi transcrita por Marie Grosche, Alraune e Heinz Boelke. Os restos mortais foram colocado no Waldfriedhof em Berlin-Zehlendorf. Sua viúva teve pouco interesse na FS e fechou a Livraria de seu marido. (nascida em 23/2/1888, falecida em 14/5/1967, Frau Grosche foi enterrado ao lado de seu marido). A sepultura foi removida em 1989.
Eugen Grosche [Gregor A. Gregorius] Fraternitas Saturni In Nomine Demiurgi Homunculi


Em 2.3.64 Metzger relatou a Roxane "nós... como a Loja-Mãe de todos os Movimentos Thelemicos... guardiões da herança literária de Mestre Therion ... temos que mostrar o Caminho e encerrar de uma vez por todas com todos os mal entendidos". "Conseqüentemente ele teve a "Autorização, a Fundação e a Prova". Metzger queixou-se sobre o "roubo de propriedades espirituais". A esperada página título para a novela "Exorial" de Grosche mostrou uma pintura cujo o original estava em Stein. Talvez esta pintura produzida pelo artista Kelling fosse intencionada para o livro "Exorial" de Grosche. A capa do livro que então foi publicada foi que aparecido então foi projetada por Martha Funk. Embora Metzger nunca tivesse retornado para Grosche o original de seu "Exorial — História de um Ser Demoníaco", o último teve sucesso em publicar esta obra em 1960 de sua própria editora em Berlim.

Em março 1964 Roxane foi empossada para o 28*/30 * através de uma votação secreta na Loja Oriental. O título da publicação da Loja até setembro de 1964 era "Blaetter fuer angewandte okkulte Lebenskunst". Depois "Vita Gnosis", de maio de 1965 em diante apareceu novamente o "Saturn Gnosis".

"Roxane", nascida em 9/7/1920, ficou doente em setembro de 1964 após 14 semanas no Cargo de Grã-Mestra, e teve que ser cuidada pela esposa Wedler. Roxane morreu em 8 de Junho de 1965. Após sua morte, houve a criação de um triumvirato com Karl Wedler (33*), Hermann Wagner/"Arminius" (27*) e Willi Hauser/"Fabian " (16*). Sendo um 33 *, Wedler tinha sempre a última palavra ...


Hermann Joseph Metzger

Em 19/7/65 Wedler recebeu uma carta de Metzger, que desejava "esta pequena embarcação [isto é, a FS]; as cinzas da Ordem da Irmandade de Saturno ser trazida de volta à sua costa natal" [isto é, a organização de Metzger] e: "nosso último OHO [Germer] tinha-nos dado o dever através de todos estes anos para estudar este movimento [FS] e silenciosamente tomar conta dele". Metzger conferiu a Wedler uma Patente do V*, o último não se sentiu "subornado" por ela, e a Patente foi eventualmente cancelada.

Aparentemente o Triunvirato da FS falhou em se comunicar devido a distancia física entre seus membros, e na maioria dos trabalhos da Ordem concentraram-se na pessoa de Wedler. Na Loja Oriental em 8-10 de abril de 1966 o químico Guido Wolther/"Daniel" (12*, membro desde março de 1964 — protegido de Wedler) foi elevado ao grau de Grão Mestre. Em 13/4/1968 outros dois 18* foram dados: Emil Forrer/"Domani" e Hans Buehler/"Heliobas". Dentro da FS uma Ordem Secreta nasceu: a "Antiga e Mística Ordem da Irmandade de Saturno" ou AMOS, da qual em 10/10/68 Wedler se tornou "Ehrenmeister ". Em sua vida comum Wedler era inspetor chefe de Ordnungsamt, responsável pelos restaurantes.


Embora ambas as partes neguem esses fatos, foi Daniel (18*, 33*) que levou os documentos originais de fora do arquivo para Hemberger, vendendo eles para gangues pelas dúzias, e deu forma a atual reputação da FS. Um ritual cheio de sangue e esperma excitava os sentidos. Muitos desenhos mágicos-sexuais e diários de Daniels deixaram isso claro [fac-símiles em P.R Koenig: "Abramelin & Co." Muenchen 1995] "Hemberger define-se como discípulo de Fr.: Saturnius [Johannes Goeggelmann] e membro do X* O.T.O. ". Adolf Hemberger / Klingsor: Organisationsformen, Rituale, Lehren und magische Thematik der freimaurerischen und freimaurerartigen Bünde im Deutschen Sprachraum Mitteleuropas – Der mystisch–magische Orden Fraternitas Saturni, Frankfurt 1971


Nesta época Metzger distribuiu alguns escritos em que declarou: "Grosche não era um membro nem um irmão da O.T.O. ou dos Illuminati". Hemberger, cuja a opinião representava aquela de Walter Englert, opôs-se a essa reivindicação: "o único herdeiro legitimo de Crowley na Alemanha... somente pode ser a FS". Wolthers foi reciprocamente ligado a IO/O.T.O de Englerts em Frankfurt. "Daniel deixou a FS em 1969." Como Walter Jantschik recorda: "Havia dificuldades com a secretaria da Loja sob "Giovanni" e outras dificuldades com sua própria esposa Sor."Rahel" (Myriam Wolther). Um determinado irmão "Heliobas" da Austrália cobiçou sua esposa." Em 18/2/1971 "Daniel" levou a um fim sua carreira como GOTOS. — As brigas com as polícias foram documentadas por Hemberger em seus Arquivos da FS. Com a retirada de Wolther, a AMOS se dissolveu..

Os membros isolados do FS em Frankfurt se uniram no encontro de 1969 da Loja Oriental que se (sem Englert e sua IO/O.T.O.) como uma nova Loja-Mãe. Wedler empossou o novo Grão-Mestre da "Grande Loja Unida da Fraternitas Saturni": Walter Jantschik/"Jananda" (nascido em 9/11/1939, 4*, 8*), membro desde 1964 de abril. Jantschik, um "Justizvollzugsbeamter", quis fundar um tipo de Universidade Esotérica dentro da FS, que distribuiria títulos como de Doutor e Professor depois de uma Dissertação fosse dada. Um ano depois de sua entrada Grão-Mestre Jantschik foi iniciado ritualmente [com um ritual de sangue e esperma] no 18* na presença de "Roxane", "Orpheus" e "Arminius". Nem a Iniciação de Jantschik no 18* , nem o reconhecimento dele como um Grão-Mestre é documentada. "Eu não recebi um documento de aceitação na O.T.O de Metzger", também Jantschik: "Assim que eu me tornei o Grão-Mestre, muitas histórias vieram à superfície de todo lado. Giovanni quis ser eleito como Membro Honorário, assim como a mulher dele... depois da minha saída da FS em 1970/1971 eu não tive nenhum contato com esta Loja". Jantschik se divorciou em 1971 e casou com uma garota das Ilhas Maurício (nascido em 1/6/1953).

Depois de Jantschik, seguiu-se como Grão-Mestre o polaco S.W. Wicha/"Andrzey" em 1969, que tinha entrado na FS no mesmo ano. No Chalé Oriental em 1977 Andrzey foi suspenso de seu posto (em sua ausência) "por negligenciar os deveres requeridos pela sua posição". O novo Grão-Mestre era Joachim Mueller/Horus, que morreu em 25/5/1982.


A Ordo Saturni

Em 1971 Oswald Schrey/Aton fundou o "Arbeitskreis Antares". Atrasvés de anúncios na revista Esotera 25 membros aproscimadamente foram obtidos: entre eles Juergen Gisselmann/"Merlin" que chamou atenção pelo seu comportando empenhando e por sua relação com o Satanista Ulla Von Bernus. Gisselmann "era muito ativo nesses dias, e introduziu Herrn (Dieter) Heikaus para o Arbeitskreis ". Heikaus/"Phosphorus" permitiu Gisselmann o promover para "novo membro do Triunvirato" cujo primeiro efeito foi que Schrey se sentiu cruzado e Heikaus e Gisselmann foram colocados fora de questão. "Todos os membros se separaram deles". O "Arbeitskreis Antares" foi dissolvido em 1973.

Sob o FS-Grão Mestre Andrzey uma "Carta Magna" foi publicada em 31/3/72 onde a "Ordo Saturni" foi nomeada como uma "Meisterkreis" da Fraternitas Saturni. Mas o Concilium concordou em 27/10/78 que "a Carta Magna e a Ordo Saturni não eram relacionadas a toda a Loja, e ela (a magna Charta) estava em contradição com as leis da Loja (LK 11.1 e 101) e representava um desafio para a competência do atual GM". O Grão Mestre Dr. Conrad/Drakon declarou a "Ordo Saturni" como inexistente. Dieter Heikaus, agora chamado Honorius, aparentemente terminou seus estudos em teologia Pedagogia, e apesar de ocupado com sua "bolsa para alemão, história, inglês e religião", estava comprometido com as publicações da Loja.
A Oriente local de Bersenbrueck buscou independência da FS em 1978, e Heikaus recrutou membros para realizar esta aspiração. Em janeiro 1980 a "Ortsorient", agora chamada Ordo Saturni, foi ritualmente instalada como uma Grande Loja independente sob a autoridade de "Honorius" (= "Set-Horus"). A nova Ordo Saturni (OS) não era uma continuação do "Meisterkreis" da FS, mas uma espécie de átrio para a "Ordem de Set", que estava oculta nos círculos internos da OS. Uma contínua mudnça de estatutos encobriu este fato e declarou que i.e. "todas as obras e graus dos membros...eram de propriedade da Ordo Saturni".

Em 1985 a OS anunciou o Lamem da O.T.O. No mesmo endereço "Senhoras e Cavalheiros" visitaram a Igreja Católica Gnóstica e o "Círculo Tântrico Pentalpha". As reuniões eram realizadas nas propriedades da Loja. Heikaus anunciou também "um departamento especial de Ariosofia". Após ser reconhecido como um Membro Honorário da OS em julho de 1986, em 14/3/87 Wedler conferiu a Heikaus o título de Grão Mestre e o 30*. A OS podia trazer para seu lado algum Mestres da F.S. e membros de alto grau da época de Grosche: por exemplo, o então anunciado triunvirato da FS de Giovanni, Fabian e Arminius, estava agora completamente nas fileiras da Ordo Saturni. Os últimos dois converteram-se certamente após o estabelecimento de Heikaus como hierarca: Arminius em 19/3/88 e Fabian em 7/2/89. O próprio Heikaus foi promovido a GOTOS em 4/3/89. Somente o suíço 18* Emil Forrer/"Domani" poderia ter ganho, em dezembro 1987. A Ordo Saturni foi registado oficialmente em Bremen. A contribuição dos membros ia para a Associação para Estudos Esotéricos em Bersenbrueck. Desde que tiveram dois estatutos diferentes, os membros da ordem não tiveram direito de dizer qualquer coisa. De acordo com o estatuto da OS (3/10/78-20/3/82) os fundos totais da "sociedade" pertenciam a acima mencionada "Orden des Set" em Osnabrueck.

Em janeiro de 1980, Dieter Heikaus/"Set-Horus" fundou a Igreja Católica Gnóstica na Alemanha. As atividades da Igreja (principalmente artigos em revistas de ocultismo, nos jornais, nos folhetos) dão prova de sua existência. Sua sucessão apostólica derivou aparentemente do Rituale Romanum da Igreja polonesa de Mariavites. Embora de um ponto de vista teologico não haja nada mágico na "Transubstanciação" dos Elementos, isso é diferente no "Mundo Crepúsculoso dos Bispos Errantes". A sucessão apostólica veio aparentemente da linha Mariavita do Arquibispo Paulus N. Maas [Michael Kowalski consagrou em 4/9/1938 Marc-Marie-Paul Fatome, que por sua vez em 9,10,1949 ordenou Paulus N. Maas como Bispo]. A Ordem Mariavit, originalmente da Polônia onde foi estabelecida em 1890 pela polonesa Maria Kozlowska, assinou em Koeln em 1991 o "Friendship-blessing" para casais homossexuais.


Eu unto sua cabeça com esperma divino

Juergen Gisselmann/"Merlin" posou junto com Ulla Von Bernus/"Anata" para o "Hoer Zu" TV-magazine, mas era muito novo para se tornar um membro da Fraternitas Saturni. Consequentemente Kardl Wedler o colocou sob sua proteção pessoal. A amizade entre Anata e Merlin transformou-se em uma guerra quando o último criticou impiedosamente Anata, que acreditava em OVNIs.Merlin escrevia para o "Jornal Marabo para Bochum e arredores" e "Playboy" ao mesmo tempo. Logo tornou-se obcecado com medo de perseguição por magia negra, e cometeu suicidio em 2/10/79 na idade de 25 anos. A história deste suicídio foi publicada o pelo jornalista Schmitz, que recebeu as informações necessárias de Dieter Heikaus: de "Auf Teufel Komm raus"/"Um crime do inferno". Após a comprovação desta novela, folhetos foram distribuídos na cidade natal de Wedler, onde ele era descrito usando seu nome mundano. Agora, Heikaus estava "indignado".

Também Ulla Von Bernus (nascida por volta de 1914) atingiu a fama. Ela Celebrou em 17/9/84 um ritual mágico na ZDF-TV e anunciou para "Hoer Zu" seu preço: 30.000 DM para cada assassinato mágico a distância. O Pastor Sommerauer, que subsequentemente levou Frau Von Bernus à corte, estava furioso. Mas o caso foi julgado na corte como "um crime ilusorio não condenavel". Por esta razão Frau Von Bernus teve que pagar de volta os 30.000 DM, porque se julgou que o caso inteiro não mostrou "nenhuma evidência objetiva". Patrick, filho de Wolther/"Daniel", transformou-se em discipúlo de Bernus.

Em vão, Heikaus quis herdar o arquivo de Merlin. A mãe de Juergen G. destruiu tudo que era relacionado ao suicídio. Em 1987, na escola secundária de Quakenbrueck, Heikaus distribuiu folhetos de recrutamento para a OS. Os pais ameaçaram fazer uma greve contra a escola. Os artigos na imprensa amarela advertiam dos perigos, e outras revistas da igreja publicaram Saturn-Insignia, o jornalista Horst Knaut e o crítico F.-W. Haack foi citado. "Aparentemente, o Diabo está solto em nossa região. As igrejas foram chamadas para atacar, e a polícia criminal e os prosecutores públicos mobilizados. Uma morte nesta área foi conectada conosco" relatou Heikaus. Em março 1988 Heikaus foi removido de seu posto. As autoridades da investigação da imprensa relataram mais tarde que as alegações que Heikaus distribuiu folhetos (e filmes) (que podem ser perigosos a juventude e propagação de ideologias neo-nazistas), provaram ser falsas.

A atenção da imprensa gerou algumas brechas nos postos mais elevados do OS, que foram preenchidas rapidamente com a entrada de alguns membros do "Califado". Heikaus estabeleceu a "Ordo Templi Orientis Saturni" ("este nome foi subseqüentemente registado legalmente"). Muitos membros partiram; e aqueles que negligenciaram pagar a taxa de afiliação de 120 DM, foram compelidos a encontrar-se com o advogado de Heikaus. Em maio de 1993 uma ordem foi feita para se proceder contra as operações de negócio ilegais de Heikaus. Tudo isso não perturbou ele, já que Gertrude Zellhuber deu a Ordo Saturni um criança de nome Artur em 18/9/93, que foi reconhecida como a incarnação de Eugen Grosche, e poderia guiar o navio saturnal por novas tempestades.



© Peter-Robert Koenig



Original: History of the F.S.
Short Dutch version
para a página principal sobre a Fraternitas Saturni
Versiune romana: Fraternitas Saturni. Istorie si protagonisti


Tradução Portuguesa

Peter-R. Koenig: Introdução à Ordo Templi Orientis
P.R. Koenig: Os Espermo-Gnósticos e a Ordo Templi Orientis
P.R. Koenig: Criação Extática de Cultura
P.R. Koenig: A Aura do Fenômeno O.T.O.
P.R. Koenig: Carl Kellner Jamais um membro de qualquer O.T.O.
P.R. Koenig: Theodor Reuss: Avô da Sociedade Antroposófica?
Theodor Reuss: PROGRAMA DE CONSTRUÇÃO E PRINCÍPIOS ORIENTADORES DOS NEOCRISTÃOS GNÓSTICOS O.T.O. 1920
Reuss: I° Grau
P.R. Koenig: Carl Willian Hansen – Dinamarca
P.R. Koenig: The History of the O.T.O. in America
P.R. Koenig: Uma O.T.O. no Brasil
Marcelo Ramos Motta: Ritual de Iniciação do Grau I O.T.O.
Marcelo Motta: Carta A Um Maçon
Marcelo Ramos Motta: Letter to a Brazilian Mason UNEXPURGATED
Bibliographic Note and Addendum to "Letter to a Brazilian Mason by Marcelo Ramos Motta"
Marcelo Ramos Motta to Karl Germer, July 2, 1954
Marcelo Ramos Motta about Paulo Coelho and others
Marcelo Ramos Motta: The Development of a Secret Society in America in the Years 1957-2000 e.V.
Marcelo Motta palavras com Euclydes Lacerda de Almeida, 18 de dezembro de 1973
Translation of Marcelo Motta's tape to Euclydes Lacerda, dated 1973 e.v.
Euclydes Lacerda de Almeida: Marcelo Ramos Motta — Um Enigma
Claudia Canuto de Menezes: Conheci Marcelo Ramos Motta nos idos anos 70
Claudia Canuto de Menezes: I met Marcelo Ramos Motta in the 70’s
Euclides Lacerda de Almeida: Emails to P.R. Koenig
Marcelo A.C. Santos: A Verdadeira História do "Califado" no Brasil
Kenneth Grant/Eugen Grosche: Manifesto da Ordem Interna "O.T.O." Orientis Britânia
P.R. Koenig: Kenneth Grant e a O.T.O. Tifoniana
P.R. Koenig: Plano 93 do Espaço Exterior
Michael Staley: O.T.O. Tifoniana — Uma Breve História
Kenneth Grant: Concernente ao Culto de Lam
Michael Staley: Lam: O Portal
Michael Staley: Um Instrumento de Sucessão
Michael Staley: É Um Vento Ruim que Sopra ...
Michael Staley: Lam Workshop
Simon Hinton: Sua totalidade na Mente
Fernando Liguori: Influência Tifoniana
Fernando Liguori: A Influência Tifoniana na O.T.O. Brasileira
Fernando Liguori: A Tradição Tifoniana
Fernando Liguori: Ritual da Estrela Nu-Isis (LSA)
P.R. Koenig: In Nomine Demiurgi Saturni
P.R. Koenig: Saturno-Gnose: A Arte de Amar e Viver
Fraternitas Saturni: A apresentação solene do Anel de Loja
Walter Jantschik: Magia Sexual Licantrópica
Walter Jantschik: A Animação do GOTOS
Walter Jantschik: A Ordo Baphometis. Uma ordem mágica hermético-gnóstica


Michael Staley, 2003: "There is no Brazilian "Typhonian O.T.O."; nor is there likely to be. No-one is authorised to act on our behalf, no-one has our blessing. All such claims are fraudulent."
Kenneth Grant's official statement "Concerning New Isis Lodge O.T.O.", dated October 1999.
Michael Staley, 2003: "Não existe "Typhonian O.T.O." Brasileira; nem nada semelhante a isto. Ninguém está autorizado a representá-la em nosso nome, ninguém tem nossa benção. Todas e quaisquer alegações são fraudulentas."



Das Milieu des Templer Reichs — Die Sklaven Sollen Dienen. Hanns Heinz Ewers — Lanz von Liebenfels — Karl Germer, Arnoldo Krumm-Heller — Martha Kuentzel — Friedrich Lekve — Hermann Joseph Metzger — Christian Bouchet — Paolo Fogagnolo — James Wasserman. Unbequeme Aspekte in der Geschichte von O.T.O. und Thelema

Sammlung von 21 Texten von Walter Jantschik


Texte zum Thema GOTOS-Büste

Die GOTOS-Büste. Winke, Anregungen und Ratschläge für die Brüder und Schwestern der Loge Fraternitas Saturni
Walter Jantschik: Die GOTOS-Belebung Walter Jantschik: Blut, Sex und der GOTOS

De Destillatione "Suci Mulieris" Ad Servandam Valetudinem Magi

In Nomine Demiurgi Nosferati:  History and protagonists Too Hot To Handle: a comparison of the sexmagick of the Fraternitas Saturni with the O.T.O.-groups Saturn-Gnosis: a portrait of the real Fraternitas Saturni Saturn's art of living and loving

Fraternitas Saturni

Myth: The central concept in F.S. lodges is that of the lodge Egregore (group spirit). GOTOS by name and created as a bust. This is also the highest rank in the F.S. (from 'Gradus Ordo Templi Orientis Saturni').
Truth: Johannes Maikowski, Grandmaster of the Fraternitas Saturni, appointed as successor by Eugen Grosche in December 1963, speaks with Peter-R. Koenig in August 2011.


Johannes Maikowski berichtet über die Büste GOTOS.
Was geschah damit nach dem Tode von Eugen Grosche?
Wofür interessierten sich die Mitglieder?
Warum der Name Saturn?


Eugen Grosche ernennt Johannes Maikowski am 23.12.1963 zu seinem Nachfolger als Grossmeister der Fraternitas Saturni.
Wie erfolgte die Erhebung in den 18°?
Was war mit Walter Englerts 18°?


Johannes Maikowski erinnert sich an Walter Englert, Margarete Berndt, Karl Spiesberger, Herman Wagner, Walter Jantschik, Horst Kropp, Guido Wolther und an den Putsch 1962, angezettelt von Karl Wedler und Wolf Rösler


Bis vor seinem Tode war Eugen Grosche (1888-1964), der Gründer der Fraternitas Saturni, völlig gesund.
Es gab keinen Logenraum.
Wilhelm Reichs ORGANON-Kasten.
Was hat Grosche am meisten interessiert?
Was wusste Johannes Maikowski / Immanuel von Grosche?
Ria Grosche war immer alleine.
Gregorius war der Über-Papa.
Eugen Grosche war Mitglied der Evangelischen Kirche.




Eugen Grosche hat nie über seine Emigration in die Schweiz und Italien gesprochen.
Er hat sich auch nie über seine politischen Ansichten geäussert.
Grosche lebte von seiner Buchhandlung und den Mitgliederbeiträgen.
Warum hat Grosche Nazis in der Fraternitas Saturni geduldet?
Es fiel niemals ein antisemitisches Wort.
Miriam Wolther, eine ehemalige jüdische KZ-Insassin, hat sich ebenfalls nie geäussert.


Johannes Maikowski, member since 1950/1955 was appointed as his successor and Grand Master of the Fraternitas Saturni by Eugen Grosche in December 1963. He was re-elected by his own adherents in 1964/65. 1983 there was an election of a new Grandmaster by a competing F.S. which forced him to abandon the name of the lodge in the same year. So in 1993 he founded several lodges, for example the Communitas Saturni and the Grossloge Gregor A. Gregorius der FS in Kaiserslautern (GAG). There were dual memberships with the Ordo Templi Orientis and regular Freemasonry. Maikowski declared his own lodge foundations soon to be null and void. Yet, some of these lodges remain to exist. In 2003 the GAG united with the formerly competing Fraternitas Saturni in Berlin. Maikowski still continues to consider himself the only legitimate Grandmaster.




Autogenes Training - Yoga für den Westen - Johannes Heinrich Schultz - Rückverbindung mit der Gottheit - Anbindung an Gott - Geistseele - Hypnose - Fraternitas Saturni - Traumexerzitien von Gregorius / Eugen Grosche


+Hérésie +Cathare +Katharismus +Montsegur +Weltanschauung +Gnosis +Gnostiker +Katharer +Dualismus +Inquisition +Schöpfergottheit +Ketzer +Haeresie +Kreuzzug +Johannes Maikowski +Theosophische Gesellschaft Adyar +Helena Petrovna Blavatsky +Konsolamentum +Manisola +Fraternitas Saturni +Perfectus +Consolamentum +Initiationssakrament +Pneuma Hagion +Heiliger Geist +Wiedergeburt +Reinkarnation +hellsichtig +Pentagramm Ritual


Perry Rhodan - Science Fiction +Perry Rhodan +Retter und Erbe des Universums +Science Fiction +SOS aus dem Weltall +Unternehmen Stardust +Johannes Maikowski +Thora +Overhead +Mondlandung +Comic–Heft +Heftroman +Trivial–Literatur +Fan–Fiction +Fraternitas Saturni +Saturnus +Saturnius +Hohlweltteorie +Hohlkugelerde +Hohlerde +Weltbild +Johannes Lang +Rolf Keppler +Mondlandelüge +World Trade Center Lüge +Verschwörung +Jules Verne +Paul Linke +Mann im Mond


Fenômeno O.T.O.   página principal    |    página de navegação    |    A Aura do Fenômeno O.T.O.    |    correspondências
What's New on the O.T.O. Phenomenon site?

More about all this in: Andreas Huettl and Peter-R. Koenig: Satan — Jünger, Jäger und Justiz



Scattered On The Floor
Browsing Through The Rituals





sitemap advanced
Search the O.T.O. Phenomenon Website



 

       GOTOS

Fraternitas Saturni

 







Click here to go back to where you came from or use this Java Navigation Bar:

Memphis Misraim Carl Kellner Spermo-Gnostics The Early Years O.T.O. Rituals Ecclesia Gnostica Catholica Fraternitas Rosicruciana Antiqua Fraternitas Saturni Typhonian O.T.O. 'Caliphate' Pictures RealAudio and MP3 David Bowie Self Portrait Books on O.T.O. Deutsche Beiträge Charles Manson Illuminati