Marcelo Ramos Motta:
Instrução a Euclydes Lacerda de Almeida



 

Após anos de prática Euclydes Lacerda de Almeida obteve uma concecução. Seu instrutor Marcelo Ramos Motta, então da O.T.O apenas, reconheceu a qualidade e enviou-lhe uma fita contento as seguintes palavras:

 

 "Zaratustra,

 

Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei.

 

Hoje, dia 18 de dezembro de 1973, estou lhe enviando, verbalmente, notificação de que você está admitido ao grau de Neófito da A.·. A.·. com os privilégios e deveres a este pertinentes a não ser que eu receba por escrito sua recusa de admissão a este grau. Esta recusa porém, deve ser uma recusa consciente e não um falso sentimento de modéstia, pois se eu jugo você capacitado para funcionar neste grau isto é suficiente para que eu considere o seu direito a ele. Porém os deveres do grau tem que ser assumidos voluntariamente por si mesmo. Caso você aceite a nomeação, você receberá por escrito o juramento tarefa do Neófito e também o juramento tarefa do Probacionista onde você estará qualificado para aceitar Probacionistas para trabalhar na A.·. A.·. . Esta minha decisão está baseada no seu contato comigo durante vários anos e de suas reações (durante esses anos).

 Caso você aceita esta nomeação, lembre-se de que apenas os livros incluidos no curriculum do "Chamando os Filhos do Sol" podem ser recomendados a prospectivos aspirantes a iniciação na A.·. A.·. . por exemplo, o unico livro do Dr. Jorge Adum que é mencionado naquele curriculum é "Do Sexo a Divindade" . Nenhum outro livro do Adum tem o valor necessário para ser incluído no curriculum. A bom entendedor, meia palavra basta.

 Como eu ainda não tenho a sua aceitação por escrito do grau e dos deveres pertinentes, eu não posso lhe dar ordens ainda, mas simplesmemte lhe recomendo a prática intensiva, sistemática e incansável de Liber O vel Manus et Sagitae, principalmente nas seções 4, 5 e 6 durante pelo menos 9 meses. Pela prática deste livro você chegará a conclusão de que os demais livros do sr. Jorge Adum e da maioria dos assim chamados ocultistas escrevendo atualmente são pura tolice. Você deve experimentar pessoalmente para poder avaliar até onde os outros tem alguma coisa de valor a dizer e onde que o papo furado começa.

 A posição de Neófito da A.·. A.·. lhe autoriza a receber Probacionistas e a treina-los de acordo, literalmente, com as condições estabelecidas no juramanto tarefa do Probacionista que lhe será enviado. E lembre-se: quaisquer de suas atividades nesse sentido deverão sempre estar subordinadas a sua tarefa e juramento pessoais como Neófito.

 Os exercícios e práticas dos Probacionistas e dos Neófitos são os exercícos e práticas da A.·. A.·. e não os de quaisquer outras organizações iniciáticas. Deverá seguir o curriculum da A.·. A.·. e não qualquer outro currículum , não importa quão atraentes ou quão... melhores as práticas de outro currículum lhe pareçam. Com a experiência e vivência, você verificará que as práticas de outros curriculuns em geral parecem melhores porque estão formulados da maneira mais pretenciosa, mais rebuscada, mais floreada e mais cheias de inúteis auto-propagandas do que as instruções da A.·. A.·. .

 A úni.... a única não, há duas injunções categóricas e seríssimas cuja desobediência das quais leva a quebra de contato total com qualquer iniciado no que se refere a A.·. A.·. e estas são: você não pode aceitar dinheiro para conferir iniciações na A.·. A.·. . Segundo, você não pode dar quaisquer conselhos ouorientações de qualquer tipo a quem quer que seja sobre a Invocação do Sagrado Anjo Guardião. Esta é uma operação pessoal e que ninguém, nem mesmo os adeptos dos mais altos graus, podem interferir. Cada indivíduo, seja homem ou mulher, tem que chegar a uma conclusão à respeito dessa operação por conta própria, inclusive quanto a época necessária para inicar. Ninguém mais está autorizado ou capacitado para interferir.

 Para evitar erros que podem ser fatais em qualquer caso a regra mais simples é seguir literalmente, ao pé da letra o que está escrito no juramento tarefa do Probacionista e no de Neófito. Sempre levando em conta Liber Al e Liber Oz.

 Se você aceitar a nomeação agora feita, você está dispensado por nós, repito, dispensado por nós de qualquer necessidade de espalhar abertamente que você é um membro da A.·. A.·. ou um iniciado da A.·. A.·. ou um representante da A.·. A.·. tendo o humilde e inicial grau de Neófito. Você não tem necessidade de proclamar abertamente em qualquer parte a sua conexão com a A.·. A.·. . Você está dispensado desta regra. Faze o que tu queres.

 Lembre-se que é indispensável que você não faça proselitismo de qualquer espécie e lembre-se no que está escrito no Livro da Lei: "não discutas; não convertas; não fales demais!". Para aqueles que vem a você procurando contato com a O.T.O, não mencione sequer o seu contato com a A.·. A.·. . Em suma, não mencione o seu contato com a A.·. A.·. a menos que as pessoas que venham até você expressem, voluntariamente, o interesse em contato com a A.·. A.·. Em tal caso, você terá como dever expressar que você pode servir de contato com a ordem. Caso, é claro, você aceite a nomeação que está sendo feita.

 Se você aceitar a nomeação, você terá que escolher um nome como Neófito da A.·. A.·. A O.T.O e a A.·. A.·. são duas ordens diversas. A única relação entre as duas é que a A.·. A.·. proclamou o Livro da Lei e a O.T.O aceitou a Lei de Thelema. Fora isso, como você já sabe, a única conexão prática entre as duas ordens é o grau XI, ao qual eu pertenço, sendo o único iniciado nesse grau. Portanto, você terá que estabelecer um novo nome mágico, completamente alheio aquele nome mágico que você escolheu para o seu trabalho na ordo templi orientis ,você terá que escolher esse nome para o seu trabalho na A.·. A.·. O nome que você escolher será apenas para o grau de Neófito. Se alcançar o grau de Zelator, se até lá você chegar, você pdoerá escolher um novo nome ou manter o mesmo. Ou você escolhe um novo nome ou reaviva o anterior, a sua escolha. Não existe lei além de faze o que tu queres.

 Escreve-ma ou grave-me a sua resposta o mais cedo possível expressando a sua aceitação ou não da presente nomeação levando em conta os encargos que ela automaticamente e inexoravelmente comprta para que eu possa lhe enviar, caso seja necessário, tanto o juramento de Probacionista quanto o de Neófito e as tarefas pertinentes.

Para sua informação, Grant, cabeça externa da ordem, não tem iniciação na A.·. A.·. , não tem qualquer grau da A.·. A.·. , não está ligado a A.·. A.·. , se bem que talvez possa vir a estar ligado a ordem no futuro. No presente não está. Ele tem autoridade exclusivamente para trabalhar na ordo templi orientis . Se por acaso ele se disser representante ou iniciado da A.·. A.·. ou ele está enganado ou está enganando.... repito que Grant tem direito a trabalhar como cabeça externa da ordo templi orientis e apenas o direito de trabalhar com a ordo templi orientis

 Aceite meus cumprimentos pelo Solstício de Outono que se aproxima. Responda-me aceitando ou não como quiser, gravando no outro lado desta fita e aqui termino esta missiva.

 

Amor é a lei, amor sob vontade.

 

Fraternalmente,

 Parzival, XI° O.T.O e
A., Praemonstrator da A.·. A.·. "
[Marcelo Ramos Motta]



A transcrição de Herman Faulstich.


Marcelo Ramos Motta speaks about the O.T.O. rituals, about the A.·. A.·. and Kenneth Grant; in Portuguese, approx. 1973 (circa 620 KB).



Translation of Marcelo Motta's tape to Euclydes Lacerda, dated 1973 e.v.



Tradução portuguesa

Peter-R. Koenig: Introdução à Ordo Templi Orientis
P.R. Koenig: Os Espermo-Gnósticos e a Ordo Templi Orientis
P.R. Koenig: Criação Extática de Cultura
P.R. Koenig: A Aura do Fenômeno O.T.O.
P.R. Koenig: Carl Kellner Jamais um membro de qualquer O.T.O.
P.R. Koenig: Theodor Reuss: Avô da Sociedade Antroposófica?
Theodor Reuss: PROGRAMA DE CONSTRUÇÃO E PRINCÍPIOS ORIENTADORES DOS NEOCRISTÃOS GNÓSTICOS O.T.O. 1920
Reuss: I° Grau
P.R. Koenig: Carl Willian Hansen – Dinamarca
P.R. Koenig: The History of the O.T.O. in America
P.R. Koenig: Uma O.T.O. no Brasil
Marcelo Ramos Motta: Ritual de Iniciação do Grau I O.T.O.
Marcelo R. Motta: Carta A Um Maçon
  • Marcelo R. Motta: Lettre à un maçon brésilien
  • Marcelo R. Motta: Letter to a Brazilian Mason UNEXPURGATED
  • Bibliographic Note and Addendum to "Letter to a Brazilian Mason by Marcelo Ramos Motta"
    Marcelo Ramos Motta to Karl Germer, July 2, 1954
    Marcelo Ramos Motta about Paulo Coelho and others
    Marcelo Ramos Motta: The Development of a Secret Society in America in the Years 1957-2000 e.V.
    Marcelo Motta palavras com Euclydes Lacerda de Almeida, 18 de dezembro de 1973
    Translation of Marcelo Motta's tape to Euclydes Lacerda, dated 1973 e.v.
    Euclydes Lacerda de Almeida: Marcelo Ramos Motta — Um Enigma
    Claudia Canuto de Menezes: Conheci Marcelo Ramos Motta nos idos anos 70
    Claudia Canuto de Menezes: I met Marcelo Ramos Motta in the 70’s
    Euclides Lacerda de Almeida: Emails to P.R. Koenig
    Marcelo A.C. Santos: A Verdadeira História do "Califado" no Brasil
    Kenneth Grant/Eugen Grosche: Manifesto da Ordem Interna "O.T.O." Orientis Britânia
    P.R. Koenig: Kenneth Grant e a O.T.O. Tifoniana
    P.R. Koenig: Plano 93 do Espaço Exterior
    Michael Staley: O.T.O. Tifoniana — Uma Breve História
    Kenneth Grant: Concernente ao Culto de Lam
    Michael Staley: Lam: O Portal
    Michael Staley: Um Instrumento de Sucessão
    Michael Staley: É Um Vento Ruim que Sopra ...
    Michael Staley: Lam Workshop
    Simon Hinton: Sua totalidade na Mente
    Fernando Liguori: Influência Tifoniana
    Fernando Liguori: A Influência Tifoniana na O.T.O. Brasileira
    Fernando Liguori: A Tradição Tifoniana
    Fernando Liguori: Ritual da Estrela Nu-Isis (LSA)
    P.R. Koenig: In Nomine Demiurgi Saturni
    P.R. Koenig: Saturno-Gnose: A Arte de Amar e Viver
    Fraternitas Saturni: A apresentação solene do Anel de Loja
    Walter Jantschik: Magia Sexual Licantrópica
    Walter Jantschik: A Animação do GOTOS
    Walter Jantschik: A Ordo Baphometis. Uma ordem mágica hermético-gnóstica


    Michael Staley, 2003: "There is no Brazilian "Typhonian O.T.O."; nor is there likely to be. No-one is authorised to act on our behalf, no-one has our blessing. All such claims are fraudulent."
    Kenneth Grant's official statement "Concerning New Isis Lodge O.T.O.", dated October 1999.
    Michael Staley, 2003: "Não existe "Typhonian O.T.O." Brasileira; nem nada semelhante a isto. Ninguém está autorizado a representá-la em nosso nome, ninguém tem nossa benção. Todas e quaisquer alegações são fraudulentas."



     





    Fenômeno O.T.O.   página principal    |    página de navegação    |    A Aura do Fenômeno O.T.O.    |    correspondências


    sitemap advanced
    Search the O.T.O. Phenomenon Website

    O que existe de Novidade no site da O Fenômeno O.T.O.?



    Scattered On The Floor
    Browsing Through The Rituals


    Clique aqui para voltar de onde você veio ou use esta Barra de Navegação Java:

    Memphis Misraim Carl Kellner Spermo-Gnostics The Early Years O.T.O. Rituals Ecclesia Gnostica Catholica Fraternitas Rosicruciana Antiqua Fraternitas Saturni Typhonian O.T.O. 'Caliphate' Pictures RealAudio and MP3 David Bowie Self Portrait Books on O.T.O. Deutsche Beiträge Charles Manson Illuminati